Ecommerce: uma ótima maneira de ganhar dinheiro

117

Já pensou em investir em um negócio que deve faturar cerca de R$ 50 bilhões no Brasil em 2017? Parece ser uma ótima ideia, não é mesmo? Pois então fique atento ao ecommerce, uma oportunidade que você pode aproveitar mesmo que ainda não entenda nada de programação.

E como entender as razões para tanto sucesso? Algumas pistas estão no relatório da Webshoppers 35, realizado pela Ebit (referência de informações sobre o comércio eletrônico brasileiro).

O levantamento revela que o Brasil terminou o ano de 2016 com um faturamento de R$44,4 bilhões de ecommerce. Um crescimento de 7,4% em comparação ao ano de 2015, que foi de R$ 41,3 bilhões.

Também é muito interessante saber que a expectativa para este ano é uma expansão de 8% no tíquete médio, para R$ 452. No volume de pedidos também é esperada alta de 4%, para 110 milhões.

Na contramão da crise

Empreendedores de vários perfis já estão se beneficiando do crescimento desse mercado nos últimos anos. E razões para ter otimismo não faltam, já que os adultos e até idosos estão cada vez mais abertos às novas tecnologias.

Aplicativos como o WhatsApp já se tornaram sensação entre usuários de todas as idades. A mesma tendência também se mostra verdadeira em relação ao ecommerce, especialmente com o aumento da segurança em compras pela internet.

Com o aumento no retorno financeiro, consequentemente, também cresceu o número de consumidores adeptos ao ecommerce. Em 2015, eram 39,14 milhões, já no passado o número saltou para 47,93 milhões.

Um dos motivos dessa expansão foi o comércio eletrônico por dispositivos móveis. Quanto maior a facilidade para o consumidor realizar a sua compra (como em qualquer lugar, com apenas um celular na mão), mas ele vai querer consumir. O relatório ainda mostrou dados referentes às vendas por categorias:

Categorias mais vendidas em volume de pedidos

  • 13,6% na categoria de Moda e Acessórios;
  • 13,1% na categoria de Eletrodomésticos;
  • 12,2% nas categorias de Livros, Apostilas e Assinaturas;
  • 11,2% nas categorias de Saúde, Perfumaria e Cosméticos;
  • 10,3% na categoria de Telefonia e Celulares.

Categorias mais vendidas em faturamento

  • 23% na categoria de Eletrodomésticos;
  • 21% na categoria de Telefonia e Celulares;
  • 12,4% na categoria de Eletrônicos;
  • 9,5% na categoria de Informática;
  • 7,7% na categoria de Casa e Decoração.

Como ganhar dinheiro com meu ecommerce?

Um ecommerce pode ser até mais simples do que ter uma loja física, mas para criar seu comércio eletrônico também é importante organização.

São vários aspectos que devem ser pensados para que sua loja seja segura e eficaz. Mas a primeira coisa a se definir é em qual tipo de mercado quer trabalhar. Para isso, é necessário uma vasta pesquisa, pensando:

  • Nos concorrentes do mercado: saiba quem são os maiores concorrentes, pense no que você pode fazer de diferente e melhor para se destacar. Pesquise valores, formas de compra, opções, etc.
  • No seu público-alvo: saiba qual será seu público-alvo, o perfil dele e o que eles procuram. Pesquise quais formas de comunicação e divulgação seus consumidores mais acompanham: redes sociais, propagandas, anúncios? Fale a linguagem do seu comprador, mostre que ele está sendo ouvido.

Com essa pesquisa e o seu foco determinado, é a hora de começar seu negócio e ganhar dinheiro. Mas para isso também é necessário escolher as ferramentas certas para sua loja virtual.

A plataforma será a estrutura da sua loja. Com toda a experiência que reuni ao longo de anos trabalhando com ecommerce, eu recomendo a plataforma Magento. Ela é a mais utilizada, oferece suporte e grande possibilidade de personalização.

Um dos motivos em que muitas pessoas ainda não compravam pela internet, é pelo medo. Lá são preenchidas informações pessoais e de cartões de crédito. Por isso, é necessário proteger seu cliente e preservar o nome de sua marca. Os mais usados no ecommerce são: SSL (Secure Socket Layer) e Scan de Aplicação e IP.

Após ter um site confiável e seguro, também é preciso divulgar seu produto. Para trazer clientes deve-se investir em uma divulgação forte, que podem ser feita: nas redes sociais (para empresas com pouco investimento) e no Google Adwords (para as que possuem um capital maior).

Outro fator importante é como o produto irá chegar até o seu consumidor. É preciso contratar empresas de confiança para fazer esse trabalho. Você pode optar pelos tradicionais Correios (nos casos de empresas pequenas, que estão começando) ou transportadoras.

Desde o valor do frete até o prazo para recebimento da mercadoria, é preciso ser transparente com seu cliente e deixar claro como funciona sua logística. Afinal, garantir a satisfação do seu cliente é o principal objetivo de sua loja virtual.

Mãos à obra!

Agora que viu como esse mercado está em franco crescimento e teve algumas dicas fundamentais para estruturar seu próprio ecommerce, que tal receber conteúdos exclusivos em sua caixa de entrada?

Evolua em seu aprendizado sobre o tema com vídeos, artigos e e-books completos produzidos por quem entende de ecommerce. Cadastre seu email gratuitamente em nossa lista VIP.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.