Aprenda com histórias reais como ter um ecommerce de sucesso

82

Uma frase muito conhecida no meio empresarial diz que enquanto muitos choram, alguns ganham dinheiro vendendo lenços. E quando se fala em crise, grande parte das pessoas deixa de ver as oportunidades ao redor. Quem tem essa capacidade, se destaca em negócios inovadores, como um ecommerce de sucesso.

Muito além de simples motivação, o propósito deste artigo é mostrar como você pode iniciar sua loja virtual sem dinheiro, mesmo que não entenda de tecnologia.

Sem tanta burocracia quanto um comércio físico, o ecommerce ajudou muitas pessoas a crescerem e conseguirem ter sua renda principal por meio dele. Grande parte desses empreendedores começou sem muito dinheiro ou qualquer ajuda.

E não poderia haver maneira mais eficaz de mostrar o enorme potencial do ecommerce do que trazer os exemplos de pessoas que fizeram isso na prática.

A adolescente prodígio

Isabela Matte
Isabela Matte

A história começou aos 12 anos, quando a adolescente Isabela Matte desenhou sua primeira roupa.

Ela pediu para uma costureira fazer a peça com os tecidos que escolheu e não parou mais de criar. Ao usar as roupas e postar fotos nas redes, despertou o interesse de pessoas que começaram a perguntar de onde surgiam os modelitos.

Isabela foi conseguindo cada vez mais seguidores, que procuravam pelas peças e então teve a ideia de vendê-las pela internet. Com um investimento inicial de R$ 500 dos seus pais, começou a produzir sua primeira coleção, que foi um sucesso de vendas.

Hoje, com apenas 18 anos, a jovem já possui uma loja virtual de sucesso que leva o seu nome. As vendas são todas feitas pelo ecommerce e assim já atua no mercado dos EUA.

E o segredo de tamanho sucesso é bem simples: Isabela focou no público que ela conhece. Ela criou algo que ela gostava e descobriu que as meninas da mesma faixa etária também gostavam.

Por isso, o público se vê nela. A própria Isabela é a modelo de suas roupas, o que gera aproximação. Ela também é quem gerencia seu portal, com descrições e postagens que agradam garotas de sua idade.

Focada em roupas para meninas de 11 a 16 anos, ela produz peças básicas e estilosas, de qualidade, e que oferece a um preço justo.

O produto não é desculpa

Beth Viveiros
Beth Viveiros

Já imaginou ter um ecommerce de sucesso vendendo pão? Pois foi o que aconteceu com a Beth Viveiros. Em 2013, trocou um emprego da Google na área de engenharia pelo hobby, que era cozinhar.

A decisão se fez pela infelicidade que estava vivendo na profissão. E, para quem já era amante da cozinha, a troca foi satisfatória em uma amplitude que nem ela imaginava.

A ideia inicial era ser um complemento de renda, mas o crescimento tornou o negócio bem maior do que Beth esperava.

O marido Tiago Brandão foi quem ajudou na parte de marketing. Assim, a administração e atendimento aos clientes ficou mais simples, sem que ela precisasse vender enquanto estava na cozinha.

Criou-se então o ecommerce e também começou a vender por uma página no Facebook. O negócio ganhou um nome de padaria Beth Bakery.

No começo a divulgação foi só para os amigos, mas rapidamente a qualidade – tanto do produto quanto do atendimento – chegou em um grande público.

Com um investimento inicial de R$10 mil reais, logo no primeiro mês ela já conseguiu chegar nesse número com as vendas. Nisso, seu marido também largou o emprego que tinha e começou a ajudá-la no negócio.

O ecommerce da padaria Beth Bakery hoje atende em torno de 50 a 60 pedidos por semana. Pela forma online, ela aceita pedidos pela plataforma até quarta-feira.

Funciona como um clube de assinatura, no qual o cliente escolhe o tipo e quantidade de pães para receber. Na quinta-feira ela produz os pães, e na sexta-feira ela entrega. A demanda começou a crescer muito e encomendas para festas começaram a chegar.

O que fez com que eles tivessem que achar um lugar só para a produção dos pães. Nesse local, ela abre a padaria física para atender diretamente os clientes, mas em horários reduzidos.

Novos equipamentos já estão nos planos e também a possibilidade de contratar um funcionário para auxiliar e conseguir ofertar o mesmo tanto que tem de demanda.

Dicas para um ecommerce de sucesso

dicas para um ecommerce de sucesso

Os exemplos de histórias acima mostram que qualquer ideia pode virar um ecommerce de sucesso. Desde pessoas mais novas e inexperientes quanto pessoas mais velhas e com uma bagagem de vida enorme.

É necessário ter uma ideia e trabalhá-la conforme suas possibilidades e ter muita criatividade. Você que está pensando em criar também um ecommerce de sucesso mas não sabe como, confira algumas dicas:

  • Escolha a plataforma ideal para o seu tipo de venda: pense no layout que combine, posição das ferramentas, etc. Pense que a maioria das pessoas preferem simplicidade e agilidade na hora da compra. Tanto na arte visual quanto na forma de pagamento. Escolha uma plataforma em que esse processo seja rápido.
  • Desenvolva um ecommerce apropriado para visualização em dispositivos móveis, Hoje grande parte dos clientes já acessa por tablets e smartphones.
  • Deixe o nome da sua marca na cabeça do consumidor. Na entrega, tenha embalagens personalizadas da empresa.
  • E o mais importante: saiba a linguagem que deve ser usada. Pense quem você quer atingir, qual o seu avatar. Pense no que uma pessoa daquela faixa etária ou gênero quer comprar. Saiba quem é seu público e chegue até ele.

Gostou das dicas? Se inspirou com exemplos de quem começou seu ecommerce do zero? Então inscreva seu e-mail em nossa lista VIP para receber mais conteúdo exclusivo.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.